O Diferencial da Cidade há 23 anos
O Diferencial da Cidade há 23 anos

Minha Casa, Minha Vida Fase II construirá 36,5 mil habitações

Assinatura de cinco novos contratos no Ceará deverá ocorrer no início da próxima semana e será sinal verde para construção de 1.200 habitações para famílias com zero a 3 salários mínimos

O programa do Governo Federal Minha Casa, Minha Vida iniciará, na próxima semana, sua fase 2 com a construção de 1.200 habitações (entre casas e apartamentos) em cinco municípios cearenses: Chorozinho, Caucaia, Camocim, Aquiraz e Maracanaú.

 

Ao custo de R$ 61 milhões, esta nova etapa do programa, que em sua fase 1 já contratou recursos da ordem de R$ 600 milhões para construção de 13.938 unidades (das quais 632 já foram entregues), deverá construir 36.554 habitações até 2014.

 

A assinatura dos contratos dos cinco novos empreendimentos, no interior do Estado, deveria ter acontecido ontem, mas foi adiada para o início da próxima semana, segundo informou o gerente regional de Construção Civil da Caixa-Superintendência do interior, Lucas Ferreira de Castro.

 

As 1.200 unidades da faixa 1 (para famílias que ganham de zero a três salários mínimos) têm valores diferenciados, conforme a região, podendo variar de R$ 56 mil (se for apartamento) e R$ 54 mil (casa) construídas em Fortaleza ou Região Metropolitana, e R$ 49 mil (casa ou apartamento) se no interior do Estado.

 

Déficit

Lucas de Castro lembra que o déficit habitacional nos 41 municípios que farão parte da etapa 2 do Minha Casa, Minha Vida é de 234.424 unidades.

 

André Montenegro, vice-presidente da área imobiliária do Sindicato da Construção Civil do Ceará (Sinduscon), diz que, após a assinatura dos contratos, as obras começarão imediatamente, em janeiro, com conclusão prevista entre 12 e 18 meses. “É uma assinatura tímida para a meta de 36.554 habitações, mas isso ocorre devido ao fato do Governo Federal ter retardado a divulgação das novas regras do Programa, o que prejudicou as construtoras que não tiveram muito tempo para se adaptar às mudanças”, diz.

 

As habitações no Ceará, segundo Montenegro, terão entre 40 e 45m², com dois quartos, sala, cozinha e banheiro. “O programa tem condições de contratar R$ 3 bilhões só no Ceará. Então, temos que dar atenção maior a esse programa”, conclui Montenegro.

 

SERVIÇO

 

Programa Minha Casa, Minha Vida

Site: http://www.cidades.gov.br

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

2 × 2 =

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.